O que é que tá a bater? Luanda.













Mesmo antes da minha partida para África, a minha relação de anos chegou ao fim. Não acabou nada bem e não ficou nada bem. Acabar bem é um mito. Portanto, passar uns dias fora daqui veio mesmo a calhar. Nunca me senti tão longe de casa, nem tão longe de mim mesma. Mas o viver num mundo não-real por uns dias acalmou-me o coração. Uma realidade completamente diferente, em que as pessoas são felizes com tão pouco. Adorei a energia das crianças e do país. A companhia não podia ser melhor, cantamos e rimos até não aguentarmos mais, comemos fruta descascada que nos deu a volta à barriga, aprendemos a dançar o milindro, descobrimos a Sofia Aparício no nosso hotel e demoramos alguns segundos a perceber que a praia estava cheia de caranguejos transparentes.
Volto para lá em Novembro.

8 candies:

  1. Olá Inês,

    Ainda bem que a viagem foi boa e te divertiste. Fico triste com a notícia e subscrevo que é muito complicado, aconteceu-me o mesmo há pouco tempo, já estávamos juntos há muitos anos e acabou mal. Mas temos de nos ajudar a nós próprias, se não ninguém ajuda!

    Já seguia o teu blog há imenso tempo, quando matei o meu blog. Não sei se te lembras de falarmos da Lazy Oaf e como o pessoal não entendia muito bem pelo Porto ;)

    Um grande beijinho e força!

    ReplyDelete
  2. olááá...
    Parece que sim.... parece que também é a cidade mais cara do mundo! á frente de nova iorque e bla bla bla...
    Tenho um acerta curiosiadade nela... calor... praia... caranguejos transparentes?? uaaauuu :D

    bjo bjo**

    ReplyDelete
  3. Rock on e vamos embora. O resto é paisagem e viagens, género, ir a Luanda e voltar ;)

    ReplyDelete
  4. you know what? you'll mend. eventually. it will never be brand new again, but it will be yours. With war scars. everyone knows those are good for your heart. Makes you appreciate it more.

    ReplyDelete
  5. ainda assim tiveste essa sorte de poder viajar para respirar ;)

    eu sabia que ias gostar, há é sempre um ou outro bixinho pelo caminho lololl ;)

    ****

    ReplyDelete
  6. Espero que seja apenas uma fase menos boa Inês... bem sei o que terminar uma relação de anos dói mas também torna-nos mais fortes! Acredito que essa viagem tenha sido boa para ti e vê-se isso pelas fotos! :)

    E o menino Leitão pelos vistos fez-te companhia! ahah o mundo é mesmo pequeno!

    Um beijo e força *

    ReplyDelete
  7. Força**** :)

    tens razão no que disseste no post anterior, o tmp não cura td...mas o tmp vai.t dar paz e serenidade e dps olhas para trás e já não dói (tanto).

    Good luck,
    bjinhos!

    ReplyDelete